JOSÉ, EXEMPLO DE ESCOLHA E CHAMADA DIVINA

 

JOSUÉ

UM EXEMPLO

DE ESCOLHA E CHAMADA DIVINA

 

·        Um hebreu de pensamento fixo em Canaã desde o Egito. Nm 14:7-9.

·        Legítimo servo de Moisés, que jamais se afastava da Tenda da Congregação, onde descia a coluna de nuvem e o Senhor falava cara-a-cara com Moisés. Ex 33:7-11.

·         Um hebreu que acreditava em fatos impossíveis aos olhos naturais. Nm 14:1-8.

·        Um crente agregador. Nm 14:1ss.

·        Um crente corajoso e que motivava coragem ao povo de Deus (Js 10:25); Extremamente obediente ao ministério de Moisés (Js 11:15); 100% decidido por Yhwh (Js 24:15); Crente na santidade como geradora de fatos divinos extraordinários (Js 3:5); Edificador de altar (Js 8:30)...

·        Possuía uma grande e vasta experiência espiritual prática: Foi escravo hebreu em Gósem – Participou do banquete da 1ª Páscoa – Participou da inédita noite da partida do Egito – Viu as águas do Mar Vermelho abertas e foi participante da grande jornada do leito seco – Viu todos os milagres divinos no deserto em direção a Canaã – Liderou e venceu a grande e inédita guerra contra os indomáveis amalequitas.... ESTE É O HOMEM QUE DEUS CHAMA!!!

Pr Joel Machado

Instituto Bíblico Enom

WWW.enom.zip.net

 

NASCER DA ÁGUA

Nascer da Água

 

Nota: Nascer da água nada tem a ver com “batismo nas águas”. Absolutamente, nada a ver com águas naturais. Ninguém nasce de novo com base em águas batismais. Nunca! Batismo nas águas é um símbolo de arrependimento dos pecados pessoais do crente e nada mais que isto. É uma cerimônia simbólica que atesta o nascimento espiritual do cristão. No batismo nas águas, o crente, simbolicamente, declara, aos olhos de amigos, celebrante, etc. uma vida isenta de atos pecaminosos. Trata-se de um atestado público de libertação.    

O que é, então,

nascer da água?

Lemos em 1º Pd 1:22-23.

22 Purificando as vossas almas (o vosso intelecto, a vossa vontade, o vosso sentimento, a vossa razão) pelo Espírito (isto é, pelo Espírito Santo) na obediência à verdade (João 17:17), para o amor fraternal, não fingido (característica do ser humano natural); amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro.

23 Sendo de novo gerados (isto é, nascidos de novo – João 3:3), ‘não de semente corruptível’ (ou seja, não procedente de homem natural), mas da incorruptível (sobrenatural – divina), ‘pela palavra de Deus’, viva, e que permanece para sempre.

Obs: A Santa Palavra de Deus, portanto, manifesta-se como água que purifica. O termo grego para a palavra purificar, no Novo Testamento, é: αγνίζω - agnízo. Etimologias: purificar, lavar, lavar para limpar. Nascer da água é a manifestação de vida espiritual ativa sobre a natureza humana com base na Palavra de Deus. Simultaneamente, isto é, paralelo ao poder da Palavra de Deus regeneradora, o Apóstolo Paulo, revela: “...se alguém está em Cristo, ‘nova criatura é’: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. 2 Co 5:17.

Revelação de Jesus Cristo ao falar de Si mesmo à mulher samaritana: “...Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e Ele te daria água viva” – João 4:10. 

Em João 7:37, o Senhor Jesus volta a revelar-Se como a Fonte da Água da vida, ao dizer: “...Se alguém tem sede, venha a mim, e beba”.

 

 “...se alguém está em Cristo, ‘nova criatura é’: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.

Nascer da água, portanto, é: Reconhecer e aceitar o Senhorio de Jesus e a Sua Palavra. JOEL MACHADO

ESCATOLOGIA I

 

O que é

o Arrebatamento da Igreja?

 

 

São duas aparições distintas do Senhor Jesus. Ou seja, no final da Dispensação da Graça, o próprio Senhor Jesus Cristo virá buscar a Igreja Dele, encontrando-se com ela nas nuvens celestiais 1º Ts 4:13-18 – No final da Grande Tribulação, por ocasião da grande e terrível Guerra de Armagedom, o mesmo Senhor, na qualidade de Messias Hebreu – Rei dos reis e Senhor dos senhores, descerá em solo hebreu, especificamente no Monte das Oliveiras, ocasião em que o povo israelense receberá Dele, o Messias, o maior e mais distinto livramento da história de Israel. Zc 14:1-4. Ap 19:16-21.

 

Mt 24:27 “Porque assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem”. Ler 1º Co 15:52.

Obs: A natureza da aparição de Jesus para arrebatar a Igreja Dele é 100% similar à natureza de Sua manifestação pública no Estado de Israel. Natureza de caráter surpreendente! Ou seja, assim como Ele surpreenderá a Igreja, arrebatando-a da terra quando ela menos perceber, da mesma forma surpreendente Ele virá para o povo de Israel – Ou seja, quando o povo hebreu acreditar que tudo estará perdido e que o Anticristo e seus aliados militares invadirão Jerusalém e provocarão o maior estrago da história de Israel, o Todo-Poderoso Filho de Deus manifestar-se-á nas nuvens celestiais para libertar e salvar o povo hebreu.

 

Ø  Surpreender, em grego, é έκπληξη – ékpliksi. Significa: Surgir de forma surpreendente, súbita; vir de improviso; tomar de sobressalto; foto inesperado.

Ø  Arrebatar, em grego, é αρπάζω – arpazo. Significa: Tirar ou levar à força, de forma inesperada; raptar com violência, rapidez; roubar; levar; transportar de um lugar para outro com rapidez.

 

ESCATOLOGIA II

 

.Escatologia: A Doutrina do Fim

.Fatos e Coisas Finais

 


Lemos em Hebreus 1:1. Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais (ISTO É, AOS PATRIARCAS DO POVO HEBREU), pelos profetas (OU SEJA, ATRAVÉS DOS PROFETAS MOISÉS, ELIAS, ELISEU, ISAÍAS, JEREMIAS, ETC. ETC.), a nós (ISTO É, A NÓS, NA NOVA ALIANÇA) falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho (JESUS CRISTO, O SENHOR E SALVADOR DA HUMANIDADE).

 

Nota: Há um clima de expectativa generalizada na terra. Nos dois hemisférios terrestres, no seio de todas as nações, inclusive, Israel, é inegável que não estamos bem como família, igreja, sociedade e nação. Há uma sensação de fracassos instalada em todos os seguimentos da civilização humana. Para onde caminha a civilização humana como família, instituição religiosa, sociedade e nação? No âmbito da Igreja de Jesus (FALO DO CORPO DE JESUS – A IGREJA NO ASPECTO INVISÍVEL) o clima festivo do arrebatamento tornou-se realidade. Sim! Por quê? Porque está havendo um grande avivamento no seio dos membros da Igreja Corpo! Multidões de servos de Deus em todo o Planeta estão refugiando-se em montes e vales (oração) – A Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, está sendo procurada em grande intensidade – o repúdio direcionado aos mentirosos e enganadores aumenta de forma sensível. Os dígitos da numeração dos santos que estão indignados com as falcatruas, estão atingindo patamares altíssimos! Aleluia! Palavras de Jesus: Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos – Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus (Mt 5:6; 10).

O Senhor Jesus Cristo fez três grandes e distintas promessas à Sua Igreja (Mt 16:18; Jo 14:16-17) e, a última delas (Jo 14:1-3), a terceira, aponta para a Volta Dele. Ap 3:11.

 

O Obreiro

 

O Obreiro e a Direção dos Dois Chamamentos

 


O cristão, na Chamada Geral, é orientado e  direcionado pelo ministério da Igreja do Senhor na localidade [logicamente, esse ministério local precisará possuir uma grande visão espiritual]. O cristão  vinculado à Chamada Específica, porém,  não trabalha segundo a visão  natural humana, e sim de Deus.  Isto, entretanto, não significa dizer que esse servo do Senhor esteja livre para  desconsiderar a liderança da Igreja  do Senhor na localidade. Nunca! Jamais!!! 1 Co 9-23. Por outro lado, para que o servo de Cristo na Chamada Geral  aceite  os segredos e mistérios divinos na vida do servo na Chamada Específica, é necessário que esse servo esteja inteiramente em comunhão com o Espírito de Cristo.  Alguns simples exemplos:

1.      Eliseu, dentre muitos atos específicos, usou um punhado de farinha  para  retirar  veneno de uma panela de alimento. Coisa de específico que costuma confundir crentes da chamada geral. 2 Rs. 4:38-41.

2.     Diante do cadáver de uma criança,   intercedendo junto a Deus  pela  ressurreição da mesma,   Eliseu deitou-se sobre o menino e, após unir seus lábios sobre os lábios da criança,  fixar olhos sobre olhos e agarrar as duas mãos do menino, o milagre da ressurreição se manifestou. Coisa de específico que costuma levar crente da chamada geral à loucura de palavras. 2 Rs. 4:32-34.

3.     O Senhor Jesus usou barro misturado com saliva para curar um cego de nascença. Jo.9:1-6. O que diríamos ao ver Cristo fazendo lodo com a própria saliva e aplicando-o nos olhos de um moribundo!?

4.     O mesmo Eliseu jogou um pedaço de pau no leito das velozes águas do Rio Jordão para recuperar o ferro de um machado; a sombra de Pedro, em certo período da Igreja Primitiva, foi usada como recurso divino para curar enfermos, etc.

 

Notas Especiais sobre os dois Chamamentos

 

Deus planejou a salvação eterna [uma missão específica]. Jesus Cristo, o Filho, deu vida à salvação planejada pelo Pai [uma missão específica]. O Espírito Santo, finalmente, é o responsável pela  beleza e vida do plano de Deus  estabelecido pelo Filho [uma missão específica].

A CHAMADA ESPECÍFICA DE ACORDO

COM A VONTADE DE DEUS

 

O instrumento específico celestial  para planejar a salvação eterna foi  o próprio Senhor, O Pai.  Não poderia jamais ser Jesus, O Filho. Por outro lado, o instrumento específico de Deus  para estabelecer a salvação eterna, na concepção do Grande Deus,  não poderia jamais ser o Espírito Santo, e sim Jesus Cristo, Seu Filho amado. Entretanto, o instrumento específico divino escolhido para gerar beleza e vida àquilo que Deus planejou e Jesus Cristo estabeleceu, foi o Espírito Santo.  São coisas da chamada específica. Aleluia! Ela não pode ser violada. Obedece uma lei divina procedente do próprio Pai.


Para Cada Obra específica, o Céu Escolhe, Chama,

Consagra e Envia um elemento específico

 

Jesus Cristo  é (a única) a Pessoa divina específica para batizar o crente com o Espírito Santo e com fogo. Mt 3:11. O Espírito Santo é o único instrumento divino específico para liberar os Dons Espirituais aos servos do Senhor. 1 Co 12:4.

Jesus Cristo, somente Ele, a Segunda  Pessoa da Santíssima Trindade, é o instrumento específico de Deus para liberar os Dons Ministeriais.  1 Co 12:5. Ef 4:11-12.

Entretanto, para que os Dons Espirituais e os Dons Ministeriais manifestem-se nos servos do Senhor, é necessário que Deus mesmo  opere. 1 Co 12:6.

 

Nota da Gr Tribulação

 

Mt 24:21  porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais.

 

Obs. “..grande aflição” - θλιψις μεγαλη = thlipsis megalí

 

Mt 24:22  E, se aqueles dias não fossem abreviados (isto é, encurtados), nenhuma carne (isto é, absolutamente ninguém nos dois hemisférios terrestres) se salvaria; mas, por causa dos escolhidos (ou seja, por amor ao povo de Israel, descendentes de Abraão, o amigo de Deus – 2º Cr 20:7; Isaías 41:8), serão abreviados aqueles dias.

 

ABREVIAR: do grego κολοβόω - kolovó.

Etimologias:

Cortar fora.

Amputar, limitar.

Cortar fora, amputando.

Reduzir.

 

Obs.: Os três anos e meio finais da Grande Tribulação, portanto, aos olhos de Deus, serão vistos como sofrimentos num pequeno período de tempo. Um tempo abreviado, encurtado. Pois, caso em contrário, até mesmo os hebreus seriam engolidos vivos pelo Dragão e sua trinca malígna.

 

O Profeta Elias

 

O Profeta Elias

 

Tiago 5:17-18

17 Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra.

18 E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto.

 

Livro de 1 Reis

O reinado de Roboão em Judá 14.21-31
O reinado de Abdias em Judá 15.1-8
O reinado de Asa em Judá 15.9-24
O reinado de Nadabe em Israel 15.25-32
O reinado de Baasa em Israel 15.33-16.7
O reinado de Elá em Israel 16.8-14
O reinado de Zinri em Israel 16.15-20
* O reinado de Onri em Israel 16.21-28
* O reinado de Acabe em Israel 16.29-22.40
* O reinado de Josafá em Judá
22.41-50
* O reinado de Acazias em Israel 22.51-53

 

O Ministério do Profeta Elias  abrange os períodos de:

[1] ONRI E [2] ACABE em Israel Norte [3] JOSAFÁ em Israel Sul [4] ACAZIAS em Israel Norte.

 

O Profeta Elias II

 

De 1 Reis 17:1 a 2 Reis 2:11

 

ULYAOHU [ELIAS]

COMPOSIÇÃO: UL + YAOHU

SIGNIFICADO: YAOHU é Supremo, exaltado, conforta, minha força.

 

O nome Elias, significa: "YHWH é Deus" ou YHWH é meu Deus". Por si só o nome deste profeta já expressa seu caráter e sua função na história bíblica do Velho Testamento, pois, trata-se do primaz  dentro do monoteísmo de Yaveh.

 

Fatos Marcantes no Ministério de Elias

 

·       LUTOU BRAVAMENTE contra todo sincretismo religioso gerado pelos sacerdotes de Baal ao Norte de Israel.

·       A vida espiritual de ELIAS identificou-se com fogo e suas palavras  manifestavam-se como  um forno aceso" diante de quem o ouviu falar.

·       Originário de Tesbi ou Tisbeth, Elias exerceu seu ministério no Reino do Norte, no século IX antes de Cristo, em tempos de Acab e de Acazias.

·       SUSTENTADO [alimentado] milagrosamente por “CORVOS” e por UMA VIÚVA carente, pobre, em tempos de seca de 3 anos e 6 meses em Israel.

·       RESSUSCITOU, através de intercessão a Deus, o filho da viúva que lhe sustentava  ainda em dias de seca em Israel.

 

O Profeta Elias III

 

·       INTERCEDEU contra o Reino de Acab, e, Deus, durante 3 anos e 6 meses deteve as nuvens para que não chovesse em todo o Estado de Israel – Atingindo, inclusive, o Reino do Sul.

·       INTERCEDENDO UMA SEGUNDA VEZ, em favor de Israel,  Deus fez chover sobre a nação.

·       DESAFIOU o próprio Baal, através de centenas de sacerdotes sobre o Monte Carmelo.

·       DESIGNOU Eliseu como seu sucessor, não somente para que este continuasse sua contenda contra o Reino de Acab-Jezabel, mas sobretudo que Eliseu recebesse uma carga de poder espiritual superior à sua.

·       FOI ARREBATADO EM VIDA AO CÉU. Exatamente porquê:

1.      Era santo.

2.    Andava com Deus.

3.    Aborrecia o pecado.

4.    Vivia na prática o que pregava.

 Epílogo

Que diferença heim! Diferença para tantos “profetas” hoje que dizem: Deus falou, Deus mandou, Deus mostrou-me, Deus enviou-me....Conheces profetas que não inventam???    

 

Pr Joel Machado

 

2 Crônicas 20.17

 

Exegese de 2 Crônicas 20:17

e Etimologias Hebraicas

 

Hebraico: lo' lâkhem lehillâchêm bâzo'th hithyatsebhu `imdhuure'u 'eth-yeshu`ath YHWH `immâkhem yehudhâh viyrushâlaim 'al-tiyr'u ve'al-têchattu mâchâr tse'u liphnêyhem vayhvh `immâkhem

 

Português: “Neste encontro, não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco”.

 

Sete Fatos Centrais de 2 Cr 20:17

 

1.     yhwh (O Senhor do Rei Josafá no País de Judá).

2.   O País de Judá (Reino do Sul no País de Israel) e a cidade sede da monarquia no país: Jerusalém – Sul do País de Israel.

3.   O Rei Josafá. Monarca do Reino de Judá. Um servo de Deus de grande reputação moral e espiritual diante do Senhor e do povo judeu – 2 Cr 17:3-6.

4.   O receio do Monarca Josafá em ver-se derrotado no dia seguinte.

5.    O Profeta Jaaziel (sujeito oculto) (um levita profeta em Jerusalém 2 Cr 20:14).

6.   Aviso da batalha Moabitas e Amonitas contra o exército do Reino de Judá. Uma batalha aparentemente favorável aos povos de Moabe e Amon. 2 Cr 20:1-3.

7.    Revelação de livramento do Senhor favorável ao Monarca Josafá.

 

2 Crônicas 20.17

 

Histórico

 

Josafá conhecia e amava a Deus. A Bíblia revela-o reto perante o Senhor. Certo dia, vieram até o rei alguns de seus servos e o avisaram que os filhos de Amon (o povo amonita) e os filhos de Moabe (o povo moabita), encontravam-se em marcha de guerra  contra o País de Judá, governado por Josafá. Palavras do mensageiro a Josofá: uma grande multidão vem contra ti.

A primeira reação do Monarca Josafá foi de medo, tremor. Ele tinha conhecimento que esses exércitos eram mais fortes  Sabia que os inimigos eram muito maiores do que ele. Sabia que, não tinha exército suficiente para lutar. Sabia que, humanamente, estava derrotado. Mas Josafá teve três atitudes frente ao seu medo:

A primeira atitude, foi de quem sabia de suas limitações, sabia que não poderia tomar nenhuma atitude por si mesmo, então ele se humilhou e “ se pôs a buscar o Senhor”. Ele não fugiu, ele não tentou se defender e nem mesmo se omitiu. Ele foi humilde perante o Senhor, derramou o seu coração e a sua angustia diante de Deus.

“...porque em nós não há força para resistirmos a essa grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que fazer; porém nossos olhos estão postos em ti”. II Cr 20:12

A segunda atitude de Josafá foi “apregoou jejum em todo o Judá.” II Cr.20:3

Com Jejum, oração e clamor todo povo de Judá se pôs a buscar o Senhor derramando seus corações perante Deus e clamando por uma intervenção divina. “todo o Judá estava em pé diante do Senhor, como também as suas crianças, as suas mulheres e os seus filhos”. II Cr 20:15

E Deus respondeu: “Não temais nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus...neste encontro, não tereis que pelejar; tomai posição, ficai parados  e vede o salvamento que o Senhor vos dará...não temais, nem vos assusteis”.

 

2 Crônicas 20.17

 

II Cr 20:15

Josafá então se prostrou com o rosto em terra e todo o povo se prostrou perante o Senhor e o adoraram.

A terceira atitude de Josafá: ordenou aos levitas que louvassem ao Senhor em alta voz, sobremaneira, ordenou cantores para o Senhor, que vestidos de ornamentos sagrados, marchassem á frente do exército e louvassem a Deus dizendo:  Rendei graças ao Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre.

Deus deu a vitória ao reino de Judá. 2° Crônicas nos conta que “tendo Judá chegado ao alto que olha para o deserto, procurou ver a multidão, e eis que eram corpos mortos, que jaziam em terra, sem nenhum sobrevivente”. (20:24).

Josafá e o povo de Judá não lutaram, não pelejaram, não tiveram uma baixa sequer e o exército nem se moveu, eles apenas adoraram e cantaram louvores ao Senhor, enquanto o inimigo estava sendo destruído. Então, o exército de Amom e Moabe fora confundido pelo Senhor que lançou confusão entre eles e eles mesmos se destruíram (CRISTÃO EXEMPLAR NÃO DESTRÓI SEUS ADVERSÁRIOS – ELES DESTROEM-SE ENTRE ELES MESMOS – AUTO-DESTROEM-SE).

As armas de Josafá: Adoração e Louvor.

Primeiro Josafá buscou ao Senhor, em seguida, Josafá jejuou e, por fim adorou e louvou ao Senhor seu Deus. O grande resultado desta atitude foi a esmagadora vitória frente aos seus inimigos.

 

A experiência do rei Josafá é semelhante à experiência de Paulo e Silas naquela meia-noite em Filipos: Oração e louvores (ELES CANTAVAM LOUVORES E ORAVAM ‘À MEIA-NOITE’). Enquanto adoramos e cantamos LOUVORES (PRINCIPALMENTE EM NOITES FECHADAS), Deus age. Amém!!!

 

2 Crônicas 20.17

 

Etimologias Centrais

2 Crônicas 20:17

Hebraico: lo' lâkhem lehillâchêm bâzo'th hithyatsebhu `imdhuure'u 'eth-yeshu`ath YHWH `immâkhem yehudhâh viyrushâlaim 'al-tiyr'u ve'al-têchattu mâchâr tse'u liphnêyhem vayhvh `immâkhem

 

Português: “Neste encontro, não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco”.

 

1.     Peleja (não tereis de pelejar). O Espírito Santo (em 2 Cr 20:17) usa o termo lâchAM para a palavra “pelejar”.

Etimologia: “Entrar em combate na guerra”.

 

2.  Posição (tomai posição). Em 1º Sm 12:7 e 16. yatsabh significa “Colocar-se diante de Deus em dias de peleja”.

Peleja é combate ferrenho, é luta travada, é guerra com tiros para todos os lados.

 

3.   Salvamento (vede o salvamento). O Espírito do Senhor usa o termo hebraico: yeshu`ath. Etimologia: “Salvação com livramento sobrenatural, celestial e divina”.

OBS: O que significa dizer: Não trata-se de uma intervenção angelical em favor do crente, mas sim, uma intervenção do próprio Deus em favor do crente.

 

4.  Assustar (estar assustados). Em 2 Crônicas 32:7 YHWH usa o termo Be'al ao expressar: não vos espanteis por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele, porque há um maior conosco do que com ele.

Etimologias:

·       Estar com medo daquilo apavora e espanta.

·       Estar apavorado e trêmulo.

 

Palavras do Espírito de Deus na boca do Profeta Jaaziel:

“Neste encontro (nesta guerra), não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco”.

2 Cr 20:17

Jaaziel, em hebraico, yahazî´el = Deus vê

 

Joel Machado

www.enom.zip.net

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
    Visitante número: